terça-feira, 2 de maio de 2017

SarauOca Matutando Entre o Quando e o Quase.
Noite de poesia, música e autógrafos no encontro de dois autores e seus livros em relançamento simultâneo no Centro de Arte Maria Teresa Vieira.
Luiz Andrade com “Matutando” (Pachamama Editora) e Alex Moura com “Entre Quando e Quase” (Ed. Multifoco) estão no foco do SarauOca de 04 de Maio no encontro rural e urbano da poesia.
Enquanto Luizin escreveu “sobre matutos. Estão em toda parte em sua inação criadora, em seu tempo estendido, em barro de terras nas unhas da lida do campo.” Alex escreveu sobre “inquietações acerca do tempo, do limite pessoal definido pela duração da vida, ou seja, do quando definido enquanto percurso, o tempo de existir.”
Programação:
. 19h - música com o DJ Yorick.
- Apresentações, intervenções e entrevistas, durante o evento, dos anfitriões Sergio Gramático, Denise Andrade e Arnaldo Vieira de Alencastre
. 20h - Papo com Alex Moura e Luiz Andrade
. 21h - Roda de poesia e cantoria com Alex, Arnaldo e Luizin
. 21:50 - Intervalo para autógrafos e papos.
. 22h - Participações especiais dos poetas Anna Carolina Santos, Leonardo Lusitano, Leonardo Rocha, Xandu e da cantora Neyla Durães, além de surpresas e o povo presente.

. Expo acervo CAMTV
Bancas culturais com
. Pequenos objetos
. Fanzine de Lua Machado
, Peças em colares e brincos de Claudia Tonelli

Entrada Franca!

Centro de Arte Maria Teresa Vieira
Rua da Carioca, 85 – Centro – Rio
oficinadeartemtv@yahoo.com.br
Arte ao Alcance de Todos!
Inscrições Sempre Abertas para Oficinas e Cursos de Artes!
Há 30 anos na Rua da Carioca e desde a década de 50 através de sua fundadora, o Centro de Arte Maria Teresa Vieira atualmente promove além de exposições e eventos, OFICINAS E CURSOS de artes visuais, arte educação, artes e cultura com o objetivo de desenvolver a capacidade criadora, artística, técnica e teórica do aluno. As oficinas são aulas individualizadas em grupo, com respeito ao processo e ao objetivo de cada participante.
Deixe seu contato para formação de turma:
21 2533.7472 (terça a sexta 13h às 20h) /
oficinadeartemtv@yahoo.com.br


Arte ao Alcance de Todos!




OFICINA DE GRAVURA com Bárbara Sotério, baseada nas técnicas de xilogravura e gravura em metal, bem como a cologravura. Pensando nos termos “gravura em relevo” e “gravura em côncavo” como base para o desenvolvimento dos trabalhos.
A gravura em relevo é uma técnica de redução, onde as áreas brancas da imagem são inseridas na matriz, a tinta é aplicada em suas superfícies, muito similar a um carimbo. Já na gravura em côncavo a tinta é aplicada em sulcos feitos na matriz, a imagem “riscada” é a que será impressa. A cologravura é uma técnica de adição, onde são acrescentados diversos tipos de materiais na matriz, para que se utilizem texturas para criar a imagem.
A aplicabilidade da gravura no quotidiano, a reutilização de materiais, e uso de meios acessíveis e de baixo custo para a criação de gravuras serão o foco principal da oficina.
As aulas serão nas terças-feiras, de 18h às 21h.
No Centro de Artes Maria Teresa Vieira
Rua da Carioca, 85 - Centro - RJ
Informações e inscrições:
2533-7472 (terça a sexta 13h às 20h) e 99899-2101
oficinadeartemtv@yahoo.com.br
Com Bárbara Sotério:
por e-mail barbara.soterio@yahoo.com.br
Para conhecer um pouco meu trabalho:
www.barbarasoterio.wordpress.com
www.facebook.com/soteriobarbara
pinterest.com/barbarasoterio
instagram @barbara.soterio
A educação libertadora e a arte educação são os maiores medos das elites tiranas do mundo, e de seus robôs conservadores de privilégios, porque compreendem não o adestramento do conceito produtivista, mercadológico e competitivo, mas, o desenvolvimento da sensibilidade e da criatividade, da liberdade de conhecimento geral e irrestrito e da participação democrática nas decisões e diretrizes. Motivando a capacidade de discernimento e reflexão, de análise, integração, socialização, solidariedade e respeito às diferenças.
Claro, assim, passamos a enxergar, enquanto maioria, as formas do jogo de controle e manipulação dos poderes e comportamentos da sociedade, promovido pela minoria; elites financeiras e seus políticos e generais à tira colo, ou vice-versa, visando à continuidade da tirania dos empresários e empresas sobre a população.